Siga-nos nas redes sociais:

E a família, como vai?

A família tem sua origem em Deus: homem e mulher se tornam uma só carne e geram frutos, criando-os no amor de Jesus. Os pais têm função primordial, devem levar os filhos a conhecer este amor. Mas o grande desafio dos pais hoje é achar tempo para educar e formar os filhos.

Mas para Deus, a família é o centro das preocupações. A prova disso é que Jesus quis viver entre nós num ambiente familiar. Hoje Ele repete o ocorrido a mais de 2000 anos e vem morar dentro de nossas famílias. Para tanto, é preciso que nós digamos sim a Ele e o recebamos com amor. Assim como os pais, Deus sofre quando vê seus filhos sofrendo. Ele quer ser família conosco, nos unindo cada vez mais em Seu amor.

Para Deus, a família é sagrada; Ele é incisivo ao dizer, desde os tempos do Êxodo, que quem ama e respeita seus pais terão suas preces ouvidas. Desta forma, Ele nos convida a resgatar valores familiares perdidos ou distorcidos nos dias atuais. A família é o núcleo da sociedade; sem ela a sociedade se degrada, fazendo com que valores básicos, como o respeito e o amor ao próximo, sejam perdidos. A melhora da sociedade começa com uma profunda análise sobre o que há de errado dentro de nossas famílias.

Devemos semear o amor, carinho e união, e reprimir a violência, preconceitos e intolerância, disponibilizando mais tempo para nossas esposas, esposos e filhos, ensinando que o Amor de Deus é maior e deve existir em nossa família e na convivência com os pares na sociedade. Reconheçamos os erros que cometemos e saibamos pedir perdão e perdoar, voltando assim ao Amor do Pai, como Jesus nos ensinou na parábola do “Filho Pródigo”.

A família deve ser consagrada por e para Deus, havendo sempre amor, diálogo e respeito. Sem estes princípios, não há como ter uma família estruturada. Precisamos estar presentes físico e espiritualmente nos eventos familiares, pois desculpas não substituem a ausência.Tempos atrás, os pais eram exemplos de ensino a seus filhos, mas hoje em dia este papel está sendo renegado à TV, celulares, computadores, etc. Não deixemos que a educação de nossos filhos seja trocada por valores que desagregam à família.

E como manter nossa família unida? Tudo começa pela oração. Esse é o segredo que nos dá forças para superar problemas e conflitos. E nesta Semana da Família, que vai de 11 a 17 de agosto, nos permitamos refletir sobre nosso papel na família e nos questionar: e a família, como vai?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais
Posts Relacionados
Páscoa: o centro da nossa fé

Páscoa: o centro da nossa fé

A Páscoa é o centro de nossa fé católica. Comemoramos o nascimento de Jesus, porém, sem a Páscoa, nossa fé não faria sentido. É a nossa maior e mais importante

Ó tempo de alegria verdadeira

Ó tempo de alegria verdadeira

Caros irmãos e irmãs paroquianos, é com grande felicidade que anunciamos a vocês o retorno do Elo Comunitário. Com a publicação impressa interrompida desde o início da pandemia, no começo

E a família, como vai?

E a família, como vai?

A família tem sua origem em Deus: homem e mulher se tornam uma só carne e geram frutos, criando-os no amor de Jesus. Os pais têm função primordial, devem levar